segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Contributo histórico de Pedro Rego





Durante a apresentação do livro SUBSÍDIOS PARA O ESTUDO DA HISTÓRIA DO LADOEIRO, de Pedro Rego, o presidente da Junta de Freguesia de Ladoeiro, Gonçalo Costa, enalteceu o trabalho do Autor e sublinhou a importância deste tipo de Estudos. Por sua vez, Pedro Rego fez uma síntese da obra, enunciando o conteúdo de cada um dos capítulos do livro, começando pela proposta de leitura para a origem dos topónimos Ladoeiro e Esporão, e terminando com a questão dos judeus e com o motim da via sacra de 1578.

 Pelo meio, foram ainda apresentados os capítulos relativo ao povoamento deste lugar; à agricultura nos campos do Esporão; aos aspectos urbanos do Esporão; ao morgado de Santa Eulália e às suas pertenças d'alem Ponsul; à igreja de Nossa Senhora da Esperança do Esporão; à fundação da Misericórdia e às confrarias e irmandades do Esporão , e ainda às Guerras da Restauração e à edificação do forte do Esporão.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

domingo, 30 de julho de 2017

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Cartaz da Feira Raiana 2017



( Para ver em maior dimensão, clica em cima do cartaz )

segunda-feira, 17 de julho de 2017

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Começa no sábado : Fado e música popular no 13º Festival da Melancia



A fadista Cidália Moreira e a música popular dos Minhotos Marotos e 7 Saias são os destaques musicais do 13º Festival da Melancia do Ladoeiro (Idanha-a-Nova), marcado para os dias 15 e 16 de julho.

 Com um estilo de interpretação único, Cidália Moreira participa numa Grande Noite de Fados, pelas 21h30 de dia 15, acompanhada por mais dois excelentes fadistas, Luís Capão e Filipa Carvalho. A Noite de Fados é precedida de um grupo de Sevilhanas (20h00) e seguida por os animados Minhotos Marotos (23h00).

 No dia seguinte, domingo, o grupo 7 Saias atua às 21h00. Antes disso, pelas 19h00, sobem ao palco do Festival da Melancia os ranchos folclóricos da ACDL (Ladoeiro), Cabacinhas de Santiago (Viseu), Penha Garcia e Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho. A par da animação musical, não faltam motivos para celebrar no Ladoeiro a mais doce, fresca e saborosa melancia, incluindo desafios para produtores e visitantes.

O festival mais fresco deste verão é organizado pela Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e a Junta de Freguesia do Ladoeiro, com co-financiamento do Interreg Espanha-Portugal.

sábado, 8 de julho de 2017

Época balnear no concelho de Idanha-a-Nova já abriu



No Ladoeiro, Termas de Monfortinho e Zebreira os munícipes e visitantes podem desfrutar de espaços de lazer para se refrescar e divertir

. Ideais para famílias e grupos de amigos, as piscinas municipais são excelentes opções para um verão inesquecível no concelho de Idanha-a-Nova. O Parque de Campismo Municipal e a sua piscina são outro destino perfeito para momentos em sintonia com a natureza. O concelho também piscinas privadas disponíveis.

No Clube de Tiro de Monfortinho e em Penha Garcia também se pode dar umas boas braçadas e passar dias muito agradáveis.


sábado, 24 de junho de 2017

Festival da Melancia 2017



É já nos dias 15 e 16 de julho que chega o XIII Festival da Melancia do Ladoeiro, no concelho de Idanha-a-Nova. O festival mais fresco deste verão regressa com muita animação, música ao vivo, concursos, colóquios e a mais doce, fresca e saborosa melancia.

 O cartaz musical é um dos ingredientes que promete animação. No sábado, dia 15, o Ladoeiro apresenta Sevilhanas (20h00), uma Grande Noite de Fados com Cidália Moreira, Luís Capão e Filipa Carvalho (21h30) e os conhecidos Minhotos Marotos (23h00).

 No domingo não pode perder a atuação do grupo de música popular 7 Saias (21h00). Antes, no mesmo recinto, o palco é entregue ao melhor da música tradicional, com os ranchos folclóricos da ACDL (Ladoeiro), Cabacinhas de Santiago (Viseu), Penha Garcia e Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho.

 Os mais talentosos podem, desde já, garantir a sua participação no Concurso de Escultura em Melancia, com direito a prémio monetário (1º lugar - 250 euros; 2º lugar - 150 euros; 3º lugar - 80 euros). Inscrições através dos contactos 277 202 900, 277 927 332 e 967 288 683. No plano da gastronomia, destaque para a participação do Chef Valdir Lubave, no domingo, dia em que também decorre um colóquio dedicado aos benefícios da melancia (10h30).

 Será um festival a não perder, organizado pela Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e a Junta de Freguesia do Ladoeiro, com co-financiamento do Interreg Espanha-Portugal.

sábado, 10 de junho de 2017

Inscrições abertas na Universidade Sénior


Ainda não terminou o presente ano letivo, mas a Universidade Sénior de Idanha-a-Nova (USIN) já abriu as inscrições para preparar da melhor forma o ano letivo 2017/2018, a iniciar em setembro.

 A inscrição na USIN é gratuita e disponibiliza um vasto leque de aulas: música (canto coral e canto tradicional, instrumentos como o cavaquinho e o adufe), informática, danças de salão, artes e ofícios, gastronomia regional, línguas estrangeiras, português para estrangeiros, liturgia, alfabetização, ginástica de manutenção, entre outras.

 A USIN destina-se a quem tem 50 anos ou mais e quer participar num projeto de referência no concelho de Idanha-a-Nova, que no seu segundo ano já envolve 270 alunos. Além das aulas na sede de concelho, existem polos em quatro localidades: São Miguel de Acha, Medelim, Penha Garcia e Toulões. A USIN é coordenada pela Filarmónica Idanhense em colaboração com a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, o Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento, e outros parceiros locais. 

Inscrições e mais informações junto da Filarmónica Idanhense ou através dos contactos: 277 202 123 ou culturin@filarmonicaidn.com.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

CDU apresenta candidatos à Câmara Municipal e Assembleia Municipal




João Fazendas é de novo candidato à Câmara Municipal e, pela primeira vez, a Coligação Democrática Unitária (CDU) candidata da à Assembleia Municipal uma mulher. Lurdes Boavida. João Fazendas, 64 anos de idade, natural da freguesia de Idanha-a-Nova é construtor civil de profissão. Foi membro da Assembleia Municipal de Idanha-a-Nova durante vários mandatos. Candidato à Câmara Municipal de Idanha-a-Nova em 2013.

 Ligado desde sempre a várias associações culturais e desportivas do concelho de Idanha-a-Nova é membro da Comissão Concelhia de Idanha-a-Nova e da DOR de Castelo Branco do PCP.

Maria Lurdes Santos Quaresma Boavida, 66 anos de idade, casada, natural da freguesia da Esperança, no concelho de Arronches. viveu a infância em Salvaterra do Extremo e fixou-se em Queluz, onde exerceu a sua actividade profissional, depois do curso do liceu em Castelo Branco. Foi também em Queluz que participou na Assembleia de Freguesia por vários mandatos. Actualmente residente em Salvaterra do Extremo no concelho de Idanha-a-Nova.

 Participou em reuniões, no actual mandato na Assembleia Municipal de Idanha-a-Nova, em regime de substituição do eleito da CDU. Membro da Comissão Concelhia de Idanha-a-Nova do PCP. Em comunicado enviado ao Diário Digital Castelo Branco, a CDU quer demonstrar que é diferente, pela obra realizada, pela dimensão democrática e participada da gestão, pela recusa de benefícios pessoais, pela defesa do poder local, da sua autonomia, dos meios e recursos financeiros.

terça-feira, 30 de maio de 2017

"Os Ladoeirenses na Grande Guerra"



( Clique em cima da imagem )

A Junta de Freguesia do Ladoeiro tem a honra de convidar vossa excelência, a presenciar a homenagem aos Ladoeirenses que integraram o Corpo Expedicionário Português na 1.ª Grande Guerra, no dia 4 de junho de 2017, pelas 16:00 horas, na nossa freguesia.

terça-feira, 9 de maio de 2017

FESTIVAL BOOM (IDANHA-A-NOVA) - Quinta-feira, dia 11 de maio, às 23h00 na RTP2



 Quinta-feira, dia 11 de maio, às 23h00 na RTP2

 PARAÍSO: FESTIVAL BOOM (IDANHA-A-NOVA)

 Uma viagem pelo paraíso dos jardins portugueses. “Paraíso” é um magazine apresentado por Matilde Menezes Ferreira, que nos conduz pelas histórias dos mais belos jardins de Portugal. Um projeto dedicado inteiramente aos amantes da natureza e do belo, onde os jardins portugueses são os protagonistas

 No próximo episódio: Viajamos até ao Festival Boom, em Idanha-a-Nova. Vários prémios internacionais fazem do Festival Boom um dos festivais mais verdes do mundo. Fomos conhecer os seus jardins: ecológicos, sustentáveis e de importância vital para quem os visita, nomeadamente na sua ligação com a natureza.

 Convidados: Artur Mendes, Lucy Legan, Rosário Lago Título Original: Paraíso Apresentação: Matilde Menezes Ferreira Realização: Graça Castanheira Produção: Maria João Mayer Autoria: Joana Cunha Ferreira 2015, 27 minutos


terça-feira, 2 de maio de 2017

domingo, 30 de abril de 2017

O adufe definhava até que Idanha o arrebatou e lhe deu nova vida



O adufe, com raízes que remontam às grandes civilizações antigas, volta agora a renascer em força nas aldeias de Idanha-a-Nova. Presente em grande parte das romarias da Beira Baixa, só as mulheres o tocam

É em Idanha-A-Nova, mais especificamente na zona histórica da vila, que se situa a Oficina de Artes Tradicionais, onde trabalha Catarina Mendonça, uma das poucas pessoas que, nos dias de hoje, produz adufes em Portugal. A calma e serenidade deste espaço permitem aprender ou observar técnicas milenares, nomeadamente da olaria, da tecelagem, a manufatura de adufes, marafonas, rodilhas, sacolas e muitas outras.

Do seu interior, sai o som de um ligeiro martelar. PUB Catarina, uma das quatro funcionárias do espaço, encontra-se na sua mesa de trabalho pregando as armas, pedaços de madeira que constituirão a base principal do adufe. Já com a armação finalizada, Catarina cobre-a com a pele, frequentemente de borrego ou ovelha. Antes de fazer o fecho do adufe, põe lá dentro caricas, para que ele possa produzir o seu som característico. “Antigamente eram colocadas chapas ou pedras.

 Hoje, utiliza-se caricas por serem mais fáceis de arranjar”, explica a funcionária. A pele é comprada, já curtida, a uma fábrica, chegando à oficina completamente seca e dura. Para poder ser trabalhada, é necessário que se coloque em água durante 24 horas, amolecendo-a.

Veja a noticia, CLIQUE AQUI

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Rosa Albardeira: Flor dá cor a Toulões e abre portas a geminação na Alemanha



A 2ª Festa da Rosa Albardeira motivou muita animação à aldeia de Toulões (Idanha-a-Nova) no último fim de semana. A festa, organizada pelo município e a freguesia de Toulões, é inspirada na Rosa Albardeira (Paeonia broteroi), uma flor protegida que enche de cor os campos em redor da aldeia, em particular a Serra da Murracha, como destaca a própria Câmara Municipal em comunicado.

Armindo Jacinto, presidente da autarquia, anunciou por isso no decorrer da mesma a novidade deste ano: "está em preparação uma colaboração internacional entre Idanha-a-Nova e a cidade alemã de Lorsch, localidade com jardins dedicados a esta flor e que celebra em junho o Festival da Peónia". Este responsável político adiantou os termos da colaboração: “A Rosa Albardeira, que faz parte da cultura do nosso povo, é uma peónia, flor mundialmente famosa. A Alemanha, em particular, valoriza economicamente esta flor ornamental lindíssima, portanto em junho a Câmara de Idanha-a-Nova, em cooperação com a Freguesia de Toulões e o Geopark Naturtejo, irá deslocar-se à Alemanha no sentido de desenvolver um processo de geminação com Lorsch, a 30 km de Frankfurt, integrada no Geopark Bergstrasse-Odenwald”.

A Rosa Albardeira, que é ainda a flor oficial de Taiwan, deu o mote para um fim de semana de lazer, música ao vivo e animação nas ruas e campos de Toulões. “Este é apenas o segundo ano em que realizamos o evento, mas conseguimos superar o sucesso do anterior, com cada vez maior participação da nossa diáspora”, disse o presidente da Junta de Freguesia de Toulões, José Torres, citado através da já referida informação municipal.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

terça-feira, 18 de abril de 2017

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Momentos do dia de hoje....




Fotos - Alexandra Geraldes

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Festeiras de Santa Catarina 2017



( Na foto : Matilde Folgado, Patricia Freixo, Catarina Diogo e Luisa Barata)